Pular para o conteúdo

BROWNIE E SUA ORIGEM

Brownie é uma sobremesa de chocolate típico da culinária dos Estados Unidos e pode considerar-se um bolo feito num tabuleiro para bolos e partido em pequenos quadrados. É geralmente acompanhado por sorvete, mas pode ter uma cobertura de jam de alperce e pedaços de nozes na massa.

O brownie é feito tradicionalmente com apenas cinco ingredientes: açúcar, chocolate, manteiga, farinha e ovos. Porém, com o tempo, outros ingredientes como nozes, castanhas e frutas secas foram sendo adicionados à receita, tornando-o ainda mais gostoso.

PRIMEIROS APARECIMENTOS

O “Larousse Gastronomique” afirma que a primeira receita escrita de brownies apareceu no “The Boston Cooking-School Cook Book”, em 1896, mas eram biscoitos feitos com melaço; os brownies como conhecemos hoje, aparecem na edição de 1906 do mesmo livro. O nome, que também aparece no Sears, Roebuck Catalogue, refere-se aos brownies, um tipo de duende do folclore anglo-saxão. O nome teria sido tornado famoso depois da edição de “The Brownies, Their Book” por Palmer Cox, em 1887.

Em 1907, apareceu outra receita no “Lowney’s Cook Book Illustrated”, na qual a Sra. Howard aumentou um ovo e uma tablete de chocolate, para obter um brownie mais saboroso, e chamou-lhe “brownies de Bangor”. Aparentemente, esta receita levou a uma teoria segundo a qual uma mulher de Bangor teria sido a inventora do brownie, o que se encontra na “The Oxford Encyclopedia of Food and Drink in America”.

INDUSTRIALIZAÇÃO E PRODUÇÃO

Atualmente existe no mercado uma infinidade de tipos de brownies, sendo um mais saboroso que o outro, porém para o fabricante existe uma grande dificuldade no corte padronizado do produto, tendo como consequência uma variação de peso e medida, acarretando muitas vezes uma perca na lucratividade nas vendas por sobrepeso, porém existe hoje no mercado um equipamento chamado Estação de Corte R-ECT que padroniza as medidas de corte com muita eficiência, garantindo ainda um excelente aspecto visual do produto.