Pular para o conteúdo

Linha Formadora de Doces de Pedra (Crocante) R-LFC

LINHA FORMADORA DE DOCES DE PEDRA (CROCANTE)

A linha é indica para a fabricação de doces de pedra (crocante), que utiliza massa com agregado sólido. Seu principio básico de funcionamento é laminação, calibração e corte.

Observação: caso tenha que se alterar a largura do produto, será necessário a troca do conjunto de facas rotativas (corte longitudinal). Já a mudança somente no comprimento não ocorre nenhum alteração no equipamento, pois exige somente o reajuste no valor do comprimento no PLC.

Equipamentos que Compõe a Linha Formadora de Doces de Pedra

1. Transportador Resfriador de Massa R-TRM
2. Chiller para Mesas de Água Gelada R-CMA
3. Laminador Formador de Tapete R-LFT
4. Boiler para Laminador Formador R-BLF
5. Calibrador Formador de Tapete R-CFT
6. Conjunto de Exaustores para Resfriamento R-CER
7. Facas Rotativas Longitudinais R-FRL
8. Guilhotina Transversal R-GTV
9. Conjunto de Ventiladores para Resfriamento R-CVR (Opcional)

1) Transportador Resfriador de Massa R-TRF

Função: Este equipamento tem como finalidade o transporte e o resfriamento (base) do tapete formado no laminador formador (item 3).
Construção: Estrutura de sustentação construída em aço carbono com acabamento em esmalte de poliuretano, apoiada em pedestais bilaterais sobre pés ajustáveis, a esteira transportadora será apoiada sobre mesas encamisadas para circulação de água (resfriamento), construídas em aço inoxidável, equipado com sistema de alinhamento e esticamento da esteira.

2) Thermo-Chiller para Mesas de Água Fria R-CMA

Função: Tem como finalidade o resfriamento da água que circulará dentre as mesas encamisadas do transportador.
Características: O Thermo-Chiller, através de seu novo método de refrigeração, além de proporcionar mais estabilidade térmica (± 0,1°C) e não agredir o ambiente, devido à utilização de gás ecológico, também minimiza o consumo de água da torneira ou de recursos naturais similares, com uma surpreendente redução de recarga de água no sistema.

Benefícios:

  • Melhor qualidade da água: evitando entrada de partículas no sistema.
  • Controle preciso de temperatura: mantém a temperatura do ­fluido estável, minimizando perdas no processo.
  • Design robusto, ergonômico e compacto: preparado para ambientes, desde industriais até laboratórios.
  • Apresenta diversas funções: entre elas, o tempo de operação (timer), detecção de baixo nível do tanque, autoinício para queda de energia e anticongelamento.
  • Fácil manutenção: não é necessário o uso de ferramentas para troca de filtro.
  • Autodiagnóstico e leitura no display: apresenta 31 alarmes para a detecção de falhas.
  • Gás ecológico: R407C (HFC) ou R410A (HFC).

3) Laminador Formador de Tapete R-LFT

Função: O equipamento tem como finalidade laminar a massa de crocante, porém por trabalhar com o cilindro quente, o tapete formado é totalmente disforme, assim sendo, podemos considerar este equipamento mais como um dosador do que um laminador propriamente dito. Nestes tipos de massa a formação do tapete ocorre no Calibrador Formador (item 4).
Construção: Consiste de dois cilindros encamisados, construídos para receber água fria ou aquecida em seu interior e conseguem uma ótima transmissão de frio/calor à sua superfície e à massa. Estes cilindros são apoiados sobre uma robusta estrutura metálica, e são fabricados em aço carbono protegidos por cromo duro, sendo suas superfícies retificadas e polidas para melhor acabamento do tapete de produto.

4) Boiler para Laminador Formador R-BLF

Função: O equipamento tem como finalidade o aquecimento da água que circulará dentro dos rolos laminadores formadores.
Construção: Consiste de um recipiente cilindro com base de fixação, a qual será fixada na estrutura do laminador (item 3), o aquecimento da água é feito através de resistências com controlador de temperatura, possui também bomba d’água para circulação dentre os rolos, e o trabalho deste é feito em regime de circuito fechado.

5) Calibrador Formador de Tapete R-CFT

Função: O equipamento tem como finalidade calibrar a espessura do tapete de produto, ou melhor, na produção de crocante é neste equipamento que o tapete é formado propriamente dito.
Construção: Consiste de um cilindro encamisado, construído para receber água fria ou aquecida em seu interior e consegue uma ótima transmissão de frio/calor à sua superfície e à massa. Este cilindro é apoiado sobre uma robusta estrutura metálica, e é fabricado em aço carbono protegido por cromo duro, sendo sua superfície retificada e polida para melhor acabamento do tapete de produto.

6) Conjunto de Exaustores para Resfriamento R-CER

Função: O equipamento tem como finalidade o resfriamento do tapete, para que possa ser cortado nas facas rotativas (corte longitudinal) e guilhotina transversal.
Construção: Estrutura de sustentação construída em aço carbono com acabamento em esmalte de poliuretano, apoiada na lateral do transportador (item 1), o ventilador é do tipo tubo axial, sendo que o mesmo é equipado com filtro de entrada e chave seletora (liga/desliga) independente.

7) Facas Rotativas Longitudinais R-FRL

Função: O equipamento tem como finalidade o corte longitudinal do tapete, formando este em tiras que serão cortadas na guilhotina transversal (item 8).
Construção: Possui estrutura própria construída em aço carbono com acabamento em esmalte de poliuretano, possui rolo de apoio para realização do corte e conjunto de facas circulares que realiza o corte do tapete no sentido longitudinal.

8) Guilhotina Transversal R-GTV

Função: O equipamento tem como finalidade o corte transversal das tiras oriundas do corte longitudinal (item 7), deixando o produto com sua dimensão final.
Construção: Possui estrutura própria construída em aço carbono com acabamento em esmalte de poliuretano, possui uma base rígida de apoio para realização do corte e conjunto de facas circulares que realiza o corte do tapete no sentido transversal.

9) Conjunto de Ventiladores para Resfriamento R-CVR (Opcional)

Função: O equipamento tem como finalidade auxiliar no resfriamento do produto após os cortes, para que os mesmos possam ser embalados.
Construção: Estrutura de sustentação construída em aço carbono com acabamento em esmalte de poliuretano, apoiada na lateral do transportador (item 1), o ventilador é do tipo tubo axial, os mesmos possuem acionamento independente/total. Por se tratar de ventilador o mesmo possui um sistema filtro em sua entrada de ar.

Nota: Este conjunto somente será instalado em função do volume de produção (alta produção).